scroll

O Banrisul avança a passos largos na construção da sua relação com as startups de finanças e com o ecossistema de inovação gaúcho. O BanriTech, hub de inovação do Banco, chegou na metade do caminho percorrido. A partir de agora, as 30 startups selecionadas se preparam para se conectar ainda mais com o mercado.

“Estamos estudando de que maneira poderemos aproximar as empresas que estão conosco no BanriHub com outras iniciativas, como o Navi e o Instituto Caldeira”, comenta a gerente executiva da Universidade Corporativa do Banrisul, Bruna Travi. O projeto iniciou no segundo semestre de 2020 e, de acordo com a gestora, a experiência tem sido incrível, agregando muito valor para as startups e para a instituição financeira.

O BanriTech é uma iniciativa inédita do Banrisul na direção da inovação aberta. Reconhecido no mercado brasileiro pela robustez e pioneirismo nas suas iniciativas em tecnologia, o banco resolveu acelerar para fora do seu ambiente.

Sempre tivemos uma área de inovação interna muito forte. Mas vimos que o olhar para fora era importante e abrimos as portas. Nos dedicamos, arriscamos e agora estamos colhendo ótimos frutos”, comenta Bruna.

Oitenta startups se candidataram para a aceleração e 30 fintechs foram selecionadas para o programa, realizado em parceria com o Tecnopuc. As propostas inovadoras estão relacionadas a temas como serviços financeiros, relacionamento com clientes e empresas, eficiência operacional, agronegócios, segurança da informação e governos.

As startups do BanriTech passaram por um processo e diagnóstico inicial que desencadeou a execução do plano de ação, trabalhos de mentorias e eventos de networking mensais. O mais recente encontro, realizado em junho, recebeu representantes do BNDES, Domos e Anjos do Brasil. Cada jovem empresa conta com um advisor do banco, conexão que tem sido bem importante.

Em breve, será realizada a fase dois do diagnóstico, que apontará como está sendo a evolução. “Estamos trabalhando com empresas em todos os estágios de maturidade, então, a partir dos resultados, vamos ver quais conseguiremos apresentar ao mercado e quais precisaremos acelerar ainda mais”, explica a gestora.

O segundo semestre promete novidades. Uma delas é a inauguração do Hub.Space, espaço físico do BanriTech, localizado no Museu de Comunicação Hipólito José da Costa, no Centro Histórico de Porto Alegre. Será um ambiente de coworking. A outra é a instalação no Instituto Caldeira. “Estamos na fase final de definir nosso espaço, que iremos ocupar com nossas equipes internas. Vamos nos aproximar tanto fisicamente quanto estrategicamente deste hub de inovação”, conta Bruna.

 O que é o BanriHub

O BanriHub é o programa de inovação do Banrisul, lançado em outubro de 2020 e ancorado em quatro pilares de inovação:

Hub.Space – espaço colaborativo que vai funcionar no Museu de Comunicação Hipólito José da Costa, no Centro Histórico de Porto Alegre, em formato de coworking, abrigando as startups selecionadas.

Hub.Startup – promoverá a inovação entre startups, aceleradoras, universidades, centros de pesquisa e parceiros.

Hub.Venture – vai estimular ações por meio de fundos de investimento ou mentorias. Um aporte de até R$ 20 milhões no fundo de coinvestimento Anjo, do BNDES, já foi aprovado pela instituição financeira.

Hub.Education – contará com ações voltadas à inovação, capacitação, qualificação de processos, produtos e serviços para a geração de novos negócios, que agreguem valor ao ecossistema do empreendedorismo. Também auxiliará na conexão de mentores internos do Banrisul com as empresas incubadas, incentivando a inovação interna e, em contrapartida, compartilhando conhecimento sobre áreas temáticas com startups.