scroll

A Contraktor, startup curitibana que nasceu como uma lawtech e hoje se posiciona também como uma fintech, acaba de receber um investimento importante que deverá impulsionar o crescimento nos próximos anos. Foram R$ 2 milhões iniciais, que podem alcançar até R$ 5 milhões, aportados pela KPTL, gestora de Venture Capital. Os recursos são do Fundo Criatec 3, que tem o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) como um dos principais cotistas.

Especializada em gestão de contratos, a startup se tornou conhecida pelo serviço gratuito de assinatura eletrônica de documentos, que cresceu muito com a pandemia da Covid-19. O crescimento foi de 260% desde o ano passado.

A missão da Contraktor é acelerar o processo de fechamento de negócios pelas empresas. Democratizamos a tecnologia de modo a reduzir a burocracia, revolucionando a maneira como pessoas e empresas celebram negócios e contratos”, explica Bruno Doneda, CEO da startup.

Na época, a startup lançou o portal AssinaturaGratis.com, com o propósito de democratizar o serviço no Brasil. “Acertamos muito no timing. Desde então impactamos mais de 500 mil usuários e geramos uma massa de embaixadores que apoiam o projeto e que acabam indicando novos clientes. Existem casos de pessoas físicas que trabalhavam em grandes empresas, que depois se tornaram clientes corporativos”, relembra Doneda.

O empreendedor conta que, há alguns anos, identificou vários gargalos nesse movimento, quando a maioria do mercado ainda ignorava os benefícios dos documentos digitais. “Hoje cerca de 10% da receita anual das empresas é perdida por conta da má gestão deste fluxo documental, sem falar no desperdício do ativo mais importante das pessoas: o tempo”, analisa.

O Chief Product Officer (CPO) da Contraktor, Henrique Flores, explica que a estratégia de crescimento está atrelada a proporcionar uma experiência prévia diferenciada de uso do produto para, assim, facilitar a conversão dos clientes. A ideia, aliás, é usar o usar os recursos do investimento recebido no amadurecimento do produto.

Também queremos expandir os times para dar velocidade às integrações com outros softwares. Enxergamos como uma oportunidade, pois hoje é preciso usar quatro ou cinco sistemas separados. Podemos integrar programas e resolver o problema do cliente, automatizando toda a cadeia de contratação”, projeta.

A Contraktor é um Software as a Service (SaaS) focado em pequenas e médias empresas que também atende grandes clientes como Unimed e Branco do Brasil. O investimento em integrações possibilitará uma entrega ainda mais completa para empresas desse porte

Antes deste aporte do Fundo Criatec 3, a Contraktor já havia recebido um investimento da Preâmbulo Tech, companhia de soluções jurídicas digitais que também faz parte do portfólio da KPTL. A Contraktor já participou de três programas de aceleração, entre eles o Seed, promovido pelo Governo de Minas Gerais, o da VISA e o TheHop, da cervejaria espanhola Estrella Galicia. Além disso, tem o selo “Scale-Up Endeavor”, pertencendo a um programa mundial que contempla um grupo de empresas de alto potencial de crescimento.

Para Doneda, o investimento recebido agora é uma validação de que a startup está no caminho certo. “A KPTL é uma das maiores gestoras, tanto em capital gerenciado como em cases bacanas na carteira. E é também um combustível para o nosso próximo ciclo. Preparar o terreno para uma próxima rodada”, conclui.

Raio x
Nome da startup: Contraktor
Nome dos sócios: Bruno Doneda e Henrique Flores
Estágio: Escala
Segmento: Lawtech
Número de colaboradores: 40
Investimento já recebido: R$ 3,2 milhões
Principal produto: plataforma de gestão de documentos e contratos, com assinatura eletrônica