scroll

Plataforma de gestão de compras que conecta varejistas e atacadistas às indústrias, o Bestlink quer democratizar o acesso do pequeno e médio comerciante, reduzindo custos e proporcionando maior competitividade por meio da compra direta.

A ideia é permitir que não mais somente os grandes negociadores comprem direto da fábrica, mas que isso possa ser feito por todos os comerciantes, independentemente do seu tamanho. Para atender essa meta, entre as possibilidades proporcionadas pelo aplicativo estão as formas de pagamentos facilitadas, como o Pix e o cartão de crédito. Tudo de forma simples, direta e sem burocracia.

Meu grande sonho é fazer da Bestlink a maior rede de comerciantes do Brasil e, quem sabe, do mundo, realizando importações e exportações e contribuindo para que todos os nossos comerciantes tenham saúde financeira, boa rentabilidade e crescimento sustentável”, afirma o CEO da Bestlink, Rafael Hübler.

Com um investimento inicial de mais de R$ 500 mil, o Bestlink foi lançado em julho de 2021 e conta com uma equipe de negociadores que ratificam as indústrias, negociam os custos, as tabelas, o prazo de entrega e, posteriormente, disponibilizam tudo isso em uma plataforma para o comerciante comprar direto da fábrica, com as negociações já realizadas pela central.

Há também a possibilidade de chat em que os compradores podem conversar com a indústria, trocar informações e, inclusive, negociar a possibilidade de condições especiais. Além disso, podem acionar os negociadores da central e pedir algum item ou fornecedor que estejam precisando em seu comércio.

Tudo isso se reflete em benefícios tanto para a indústria quanto para o comércio. Entre as principais vantagens estão proporcionar competitividade, reduzir custos e melhorar as margens de lucro, centralizar a área de compras, além de oferecer mais força e maior volume de negociação com profissionais treinados e de forma direta com os grandes players do setor.

“Queremos dar vida aos comerciantes e competitividade perante os grandes. Nosso objetivo é ser reconhecido com uma ferramenta que vai entregar para eles a solução para esta batalha tão dura de todos os dias, oferecendo comodidade, segurança e transparência nos negócios”, reforça Hübler.

Após o lançamento da plataforma, o foco agora do Bestlink está direcionado para disponibilizar um grande número de negociações aos comerciantes. Atualmente, o aplicativo já está disponível para todos os estados do Brasil e conta com 70 indústrias homologadas e mais de 120 lojas em busca de produtos para abastecer o seu estoque. Há disponível cerca de 4 mil itens para supermercados, farmácia, escritório e produtos de limpeza.

A nossa conexão é fundamental para o crescimento e nascimento de jovens empresas. É inédita a possibilidade de uma empresa nova conseguir comprar direto de um número tão grande de fábricas. Por meio do Bestlink, agora isso é possível, e é por essa razão que acredito que iremos ajudar muito no desenvolvimento do nosso Estado e do nosso País”, destaca o CEO da startup.

Como tudo começou

Rafael Hübler, idealizador do Bestlink, tem mais de 20 anos de experiência como diretor e executivo nas grandes redes supermercadistas do Brasil. Em seu núcleo familiar, há um time de programadores. Seu pai, seu irmão e sua irmã compartilham da mesma área de atuação. Em julho do ano passado, quando comemoravam um aniversário de família, Hübler resolveu provocar o pai e os irmãos pelo fato de nunca terem tentado empreender, mesmo fazendo parte de um setor cada vez mais aquecido de novos negócios. A resposta veio com uma nova indagação. “O que você faria no nosso lugar?”, perguntou o pai.

O questionamento foi o suficiente para que, naquela mesma confraternização, fosse desenhado um esboço do projeto que viria a ser batizado de Bestlink e lançado um ano após o encontro familiar. Com isso, a startup se juntava às mais de 700 retailtechs do País, número que não para de crescer.

Recentemente mais um passo importante foi dado pela startup: a instalação na área de coworking do Instituto Caldeira. “Ficamos muito felizes. Acredito que o Caldeira poderá somar muito a nossa startup e que também poderemos contribuir muito com essa conexão”, ressalta o gestor. A Bestlink conta ainda com escritórios em Gravataí, Florianópolis, Rio de Janeiro e Recife.

Raio-x

Nome da startup: Bestlink

Nome dos sócios: Rafael Nogueira Hübler, André Nogueira Hübler e Victor Hugo Hübler

Estágio: Tração

Segmento: Comércio e Indústria

Número de colaboradores: 11

Investimento já recebido: R$ 500 mil

Principal produto: Plataforma de conexão direta entre comércio e indústria