scroll

A Immo Investimentos, plataforma de investimentos em Equity Crowdfunding com foco em franquias, recebeu investimento de R$ 600 mil na noite de hoje (25) após apresentação de pitch de seu CEO e fundador, Diego Scalvi, no programa Shark Tank Brasil. Os empresários ou “tubarões”, como são chamados os investidores do reality show do Sony Channel, foram Caito Maia, fundador da Chilli Beans, e José Carlos Semenzato, atual presidente da SMZTO Holding de Franquias Setoriais. Cada um ficou com 10% da companhia. 

Foi uma experiência sensacional. A gente já mirava o Caito e o Semenzato, mas, como nosso modelo de franquias é inovador, não sabíamos como seria recebido. Agora, com a aposta deles, temos certeza que vamos alcançar o Brasil inteiro”.

A Immo foi uma das startups finalistas da primeira edição do Programa Ebulição Caldeira e é parceira do instituto desde então. 

Quando vamos para Porto Alegre, o Caldeira tem sido o nosso ponto de encontro com parceiros e clientes. É também onde realizamos networking com outras startups que, muitas vezes, trazem soluções aos nossos produtos”, destaca Scalvi. 

A Immo nasceu em 2019 no evento Startup Weekend, em Bento Gonçalves e hoje conta com o título de primeira plataforma de investimentos para franquias registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Conforme o CEO da empresa, a ideia inicial era trabalhar com o setor imobiliário, porém, a partir de conversas internas, perceberam um ‘oceano azul’ no mercado de franquias.

Existem muitas pessoas interessadas em investir no setor de franquias, mas que não contam com o valor disponível para isso”, explica o fundador. 

Entre os objetivos da startup, portanto, está o de tornar acessível produtos financeiros – antes acessível somente a grandes investidores e fundos de investimentos por meio de equity crowdfunding. “O nosso plano de negócios está em plena evolução. Estamos passando por uma reformulação em nossa plataforma a partir do desenvolvimento de novas funcionalidades e novos produtos, com a intenção de otimizar a jornada do empreendedor nesta solução”, detalha. 

Conforme o CEO, a startup espera encerrar este ano com R$ 500 mil de faturamento. Para 2023, a ideia é aumentar esse valor em quatro vezes, o que significa encerrar o próximo ano com faturamento bruto de R$ 2 milhões. “Isso também se deve a parcerias que estamos desenvolvendo, como a participação que tivemos na feira de franquias da ABF em junho e, agora, no programa Shark Tank, que nos dará muita visibilidade”, conclui Scalvi.