scroll

O Grupo RBS, um dos membros fundadores do Instituto Caldeira, acaba de lançar seu primeiro fundo de investimentos, que foi inaugurado com empresas já investidas. É uma iniciativa inédita para impulsionar negócios através da mídia. A ideia é que o RBS Ventures não seja um fundo Venture Capital tradicional, pois se utiliza do gigantesco canal multimídia da RBS como forma de acelerar as empresas que estarão no bojo do novo fundo.

O RBS Ventures é uma empresa de investimentos que tem semelhanças com outras Ventures Capital. No entanto, como esse novo fundo usa a entrega de mídia como principal ferramenta de aproximação de novos negócios, a gente criou uma categoria mais aderente ao que de fato faremos: um fundo média capital, explica Fernando Tornaim, vice-presidente do Conselho de Representantes

A construção da categoria da media capital – empresa que usa o ativo de mídia para impulsionar e desenvolver negócios – passa por investimento inicial em áreas estratégicas e que tenham a comunicação como foco. Além disso, conforme conta o vice-presidente do do Conselho de Representantes, ainda estão no radar empresas com potencial de crescimento nos segmentos de educação, serviços, entretenimento, tech e imobiliário.

Além de ser um dos fundoresdo Instituto Caldeira e fazer parte ativa do hub de inovação de POA, o Grupo RBS, um dos maiores grupos empresariais multimídia do país, também é apoiador do Pacto Alegre, iniciativa que provoca empresas e órgãos públicos a fazer a Nova Economia da Capital Gaúcha.

A gente enxerga um movimento muito positivo para o Estado a partir do ecossistema de inovação do Instituto Caldeira, pois facilita a criação de polos de tecnologia e empreendedorismo na região. O media capital RBS Ventures vem para ajudar nessa engrenagem inteira e nossa ideia é seguir próximo de cada personagem desse ecossistema, diz Tornaim.

No evento de estreia da nova empresa de investimentos, o CEO do Grupo RBS, Claudio Toigo Filho, enfatizou que a RBS Ventures vai ampliar o escopo de atuação e oportunidades de parceria, consolidando este novo ciclo de evolução e crescimento.

Outro diferencial do fundo é já ter empresas investidas na largada. Um exemplo é a Player 1 Gaming Group, em sociedade com a Globo Ventures. A P1GG é um spin-off da área de games da Globo e uma das principais plataformas de games e e-sports do Brasil. Já está em andamento o projeto para nova marca de cobertura de e-sports e games na RBS, além de novos produtos com a curadoria da P1GG. Ainda em período pré-operacional, a empresa tem mais de 50 novos negócios em análise.